Personalidade do Engenheiro - Engenheiro Líder

  • Home
  • /
  • Blog
  • /
  • Personalidade do Engenheiro

Personalidade do Engenheiro - Gestão

1 Estudo Vocacional das Profissões

História de John Holland

John Holland (21/10/1919 – 27/11/2008) foi um dos primeiros e principal pesquisador dos estudo das vocações. O psicólogo norte-americano é autor dos estudos da Teoria das Personalidades Vocacionais e Ambientes profissionais. Sua experiência com trabalhos como psicólogo clínico, educacional e militar o levaram a busca do estudo da avaliação da vocação profissional e traços da personalidade.

Holland (1996) descreve que a profissão é a expressão da personalidade e que os profissionais de uma mesma profissão possuem personalidades semelhantes e seu desempenho esatisfação será resultado das condições individuais de personalidade e condições ambientais.

Holland verificou que pessoas com determinados traços de personalidades se adaptam melhor a determinados trabalhos. Nestas condições algumas classes de profissionais apresentarão traços de personalidade semelhantes.

Teoria de Holland

De acordo com Holland (1996), a escolha vocacional é uma expressão da personalidade e os membros de uma ocupação possuem personalidades semelhantes. Estas personalidades podem ser de seis tipos: realista, investigativo, artístico, social, empreendedor e convencional. Segundo a teoria, sujeitos de um mesmo tipo respondem de maneira semelhante a muitas situações e criam ambientes interpessoais característicos.

Realista (R): tendência para ofícios como mecânica, trabalhos agrícolas ou eletricista. Tem capacidades mecânicas e é descrito como conformista, franco, honesto, materialista, natural, perseverante, prático, modesto, estável e supõe a manipulação sistemática de objetos, ferramentas, máquinas e animais.

Intelectual ou Investigativo (I): profissões como biólogo, químico, antropólogo, geólogo, médico. Tem capacidades matemáticas e científicas e é descrito como analítico, prudente, crítico, curioso, independente, introvertido, metódico, preciso e racional. Este ambiente estimula os indivíduos a envolverem-se em atividades intelectuais e encoraja-os a desenvolverem as suas competências científicas, não possuem habilidades de liderança e social.

Artístico (A): capacidades artísticas musicais e literárias, gosta de ofícios como compositor, músico, escritor, decorador de interiores ou ator. É descrito como emotivo, expressivo, imaginativo, com um espírito pouco prático, impulsivo, independente, intuitivo, não conformista e original. Portanto, este ambiente valorizam a liberdade, ambiguidade e estética.

Social (S): tendem as atividades como professorado, religioso, conselheiro, psicólogo clínico ou terapeuta da fala. Tem capacidades sociais e é descrito como convincente, cooperador, amigável, prestável, idealista, amável, responsável, sociável e compreensivo, valorizam relações interpessoais por forma a educar, informar, treinar e desenvolver.

Empreendedor (E): Profissão como gestor, produtor de televisão, comerciante e tem capacidades de liderança e exprime-se facilmente, preferem também trabalhos que envolvem persuasão e manipulação. É descrito como aventureiro, ambicioso, dominador, energético, impulsivo, otimista, amante do prazer, autoconfiante, popular.

Convencional (C): indivíduos desta tipologia, gosta de ofícios como empregado de escritório, analista financeiro, bancário, controlador de gestão. Tem capacidades para o trabalho de escritório e para a aritmética. É descrito como conformista, consciencioso, prudente, conservador, organizado, perseverante, com um sentido prático e calmo, valorizam a organização e a realização em negócios.

Para Holland (1997) as dimensões do modelo apresentam um padrão de inter-relações que, num plano gráfico bidimensional, teria a forma de um hexágono, com os tipos aparecendo na sequência R, I, A, S, E e C. Ou seja, as distâncias entre tipos adjacentes (RI, IA, AS, SE, EC, CR) seriam menores do que as distâncias observadas entre tipos alternados (RA, IS, AE, SC, ER, CI), que por sua vez seriam menores do que as distâncias entre tipos opostos (RS, IE, AC). Isto significa que as dimensões mais próximas entre si apresentam também maior semelhança quanto aos tipos a que se referem (por exemplo, o tipo I é mais próximo dos tipos R e A do que do S, e mais distante do E e do C).



Figura 1 – Hexágono de Holland


4.2 Expressão Personalidade Engenheiro

A personalidade dos Engenheiros é descrita como Realista,é aquela que prefere atividades relacionadas com a manipulação de objetos e ferramentas e tendem a evitar situações que exigem competências sociais. Esses indivíduos escolhem problemas que exigem o pensamento prático, a força física e a coordenação motora em detrimento do relacionamento interpessoal, isto é, apresentam boas habilidades físicas e fraca competência social ou educacional. Essas pessoas são caracterizadas como sendo pouco sociáveis e pragmáticas, tendendo a evitar situações ambíguas e subjetivas; sentem-se pouco à vontade em contextos sociais ou de carácter emocional, apresentando algumas dificuldades em se expressar ou em comunicar os sentimentos aos outros.

Holland (1997) considera ainda que esses indivíduos se relacionam melhor com pessoas que têm crenças semelhantes às suas e tendem a evitar aquelas em que os interesses e crenças são diferentes. Em suma, estes indivíduos gostam de trabalhar em manusear ferramentas e máquinas, preferindo lidar com coisas e não com ideias ou pessoas; gostam de resultados práticos. São caracterizados por terem pouca sociabilidade e baixa desenvoltura interpessoal, com tendência a deter- se nos aspetos práticos das situações, utilizando coordenação manual e destreza física.


Abaixo apresento nossos pontos fortes e o que temos a desenvolver:

PONTOS FORTESA DESENVOLVER
Pensamento Prático
Desenvoltura Interpessoal
Busca de Resultados práticos
Resolução de Conflitos (Pessoas)
Capacidade de Mensurar
Inteligência Emocional
Organização
Criatividade
Foco, disciplina
Comunicação
Pragmatismo
Empreendedorismo
Habilidades com Equipamentos
Flexibilidade

Comentar

Informações sobre o Autor da Postagem

Luís Salatiel - Postado em 03/09/2015 Comentar

Luís Salatiel é um especialista em Gestão de Pessoas, Liderança e Coaching. Se lançou na vida profissional como Ajudante de Mecânico industrial, em seguida atuou como Mecânico de Manutenção e então se formou como Projetista de Máquinas pela Pro-tec SP. Trabalhou como Desenhista e Projetista, em pouco tempo se tornou líder de equipes de manutenção e montagens. Mais tarde obteve a graduação no curso de Engenharia Mecânica pela PUC-BH e assumiu obras de médio e grande porte. Possui MBA em Liderança e Coaching na Gestão de Pessoas e Certificação em Inspeção de Equipamentos e Soldagem. Atualmente realiza trabalhos como Professor de Gerenciamento da Manutenção e Gestão de Projetos realizando consultoria, palestra e treinamentos. Autor dos Livros “Gestão de Serviços Terceirizados” (2012) e “Engenharia – Liderança e Produtividade” (2015).

Novo Comentário