Gestão: Líder Autocrático, Participativo e Liberal - Engenheiro Líder

  • Home
  • /
  • Blog
  • /
  • Gestão: Líder Autocrático, Participativo e Liberal

Gestão: Líder Autocrático, Participativo e Liberal - Gestão

Estilo de Liderança

Os estudos sobre liderança apresentam os estilos de liderança, partindo do estudo do comportamento do líder. Isso tem relação direta com a forma com que o líder toma decisões e conduz sua equipe.

De acordo com Lacombe podemos identificar claramente três estilos de liderança e, consequentemente, três estilos para tomar decisões. São eles: (a) estilo autoritário ou autocrático, (b) estilo democrático ou participativo e (c) estilo liberal ou laissez-faire, expressão em língua francesa “laissez faire, laissez aller, laissez passer“, que significa literalmente “deixai fazer, deixai ir, deixai passar”. Vamos conhecer cada um destes estilos de liderança e do processo de tomada de decisões:

  • Estilo Autoritário ou Autocrático se caracteriza pelo fato de que as decisões são tomadas, na maioria das vezes, apenas pelo líder. Além disso, estas decisões são quase sempre arbitrárias, não envolvendo nenhum tipo de consulta ou comunicação aos liderados. As decisões são centralizadas e direcionadas especificamente às tarefas, sem nenhuma menção ou forma de dar mérito ao liderado. No que tange ao líder, estes não possuem o hábito de dar ouvidos aos seus seguidores;
  • Estilo Democrático ou Participativo se caracteriza por dar ênfase aos relacionamentos interpessoais entre o líder e seu liderado. Em outras palavras, podemos afirmar que o foco são as pessoas envolvidas no processo e não as tarefas ou os resultados finais almejados. O líder democrático ou participativo atua juntamente com o liderado, auxiliando e, ao mesmo tempo, pedindo auxílio aos liderados para chegar a uma conclusão ou para tomar uma determinada decisão. Todo planejamento de ação ou tomada de decisão ocorre de modo conjunto entre o líder e o liderado;
  • Estilo Liberal ou Laissez-Faire se caracteriza pelo fato de os líderes adotarem como postura, em seu dia a dia, a liberdade para que os liderados façam o que quiserem, bem como tomem as decisões que julgarem mais adequadas. O líder, neste caso, não se envolve na tomada de decisões. A decisão, neste caso, é deixada a cargo do liderado, dando a impressão de que não há um líder formal no grupo.

Comentar

Informações sobre o Autor da Postagem

Luís Salatiel - Postado em 24/11/2016 Comentar

Luís Salatiel é um especialista em Gestão de Pessoas, Liderança e Coaching. Se lançou na vida profissional como Ajudante de Mecânico industrial, em seguida atuou como Mecânico de Manutenção e então se formou como Projetista de Máquinas pela Pro-tec SP. Trabalhou como Desenhista e Projetista, em pouco tempo se tornou líder de equipes de manutenção e montagens. Mais tarde obteve a graduação no curso de Engenharia Mecânica pela PUC-BH e assumiu obras de médio e grande porte. Possui MBA em Liderança e Coaching na Gestão de Pessoas e Certificação em Inspeção de Equipamentos e Soldagem. Atualmente realiza trabalhos como Professor de Gerenciamento da Manutenção e Gestão de Projetos realizando consultoria, palestra e treinamentos. Autor dos Livros “Gestão de Serviços Terceirizados” (2012) e “Engenharia – Liderança e Produtividade” (2015).

Novo Comentário